Categorias
Gamedev

Quem faz games: Artistas

Games são arte. Os jogos oferecem experiênciais audiovisuais, emocionais e multisensoriais riquíssimas, amplificadas ainda mais pelo elemento que diferencia essa mídia de todas as outras: a participação do jogador. E talvez nenhum outro componente da apresentação de um game cause um impacto tão imediato quanto os gráficos.

Na Parte 1 da nossa viagem pelos diferentes papéis dos desenvolvedores de games, vamos conhecer os profissionais responsáveis pela estética, estilo e detalhamento dos gráficos nos games: Artistas.

Arte 2D e Pixel Art

Técnicas clássicas de ilustração formam a base de conhecimento do Artista 2D, mas o profissional precisa conhecer a fundo o funcionamento dos games para que sua arte seja adequada ao jogo. O uso de cores e da iluminação é fundamental para destacar objetos importantes do cenário, como uma alavanca que o jogador deve puxar, por exemplo. Além disso, o profissional precisa ser capaz de desenhar de maneira modular, ou seja, definir peças, chamadas de tiles, que possam ser reutilizadas e encaixadas umas nas outras. Muitos games utilizam dessa arquitetura modular para compor uma quantidade gigantesca (e em alguns casos, infinitas combinações) de cenários 2D nos games.

Uma outra técnica muito popular nos games clássicos que vem sendo resgatada há vários anos nos jogos mais modernos é o pixel art. Nela, o artista literalmente pinta cada pixel da imagem, e os mais talentosos deles conseguem transmitir relevo, iluminação e movimento de forma impressionante.

Modelagem, Texturas e Animação 3D

A tecnologia de renderização 3D em tempo real dos consoles e computadores modernos tem permitido aos games atingirem níveis cada vez mais altos de realismo e detalhamento. Os profissionais de modelagem 3D são os responsáveis pela escultura digital dos personagens, objetos e cenários dos games, que são representados internamente por polígonos. Parte fundamental do trabalho do modelador 3D é otimizar seus modelos, ou seja, atingir a qualidade desejada utilizando o menor número possível de polígonos de forma a não sobrecarregar o jogo durante a renderização.

Além da estrutura geométrica dos modelos 3D, os objetos dos games são compostos por várias imagens, chamadas de texturas, que são utilizadas para dar aos modelos informações de cor, relevo, iluminação, e muito mais. O artista de texturas é o responsável por pintar cada uma dessas imagens e conhecer profundamente o seu funcionamento nos games. Por exemplo, o artista de texturas determina quais partes do modelo possuem um material metálico, que reflete muito mais a luz, e quais partes possuem material de tecido, que não brilha tanto.

A animação também exerce um papel fundamental para dar aos personagens e objetos do jogo um comportamento realista e convincente. Para isso, os animadores 3D utilizam técnicas de animação tradicional e também de captura do movimento de atores reais utilizando a técnica conhecida como motion capture ou mocap. Com ela é possível importar para o game a performance feita na vida real por atores utilizando roupas com muitos sensores, que se traduzem nas posições precisas de cada parte do corpo do personagem dentro do game.

Outras Especialidades

Além dos papéis citados acima, muitos outros artistas fazem parte do desenvolvimento de games nos grandes estúdios da indústria.

  • Artistas conceituais e diretores de arte: definem o estilo, a estética e a ambientação do game, que servirão de referência para os demais artistas durante a produção do jogo.
  • Artistas de efeitos visuais: utilizam técnicas avançadas de renderização de efeitos físicos, atmosféricos ou até mesmo mágicos nos games, como fumaça, explosões e partículas.
  • Artistas técnicos: fazem a ponte entre os artistas e os programadores, definindo formato de arquivos, escrevendo ferramentas de exportação automática e ajudando na otimização de modelos e texturas.

O Brasil em Destaque na Arte dos Games

Hoje temos muitos artistas brasileiros de muito renome na indústria de games mundial. Na Sony Santa Monica, o brasileiro Rafael Grassetti atua como diretor de arte e foi o responsável pela reimaginação do personagem Kratos, da série God of War, em sua fase mais madura e paternal. Já a dupla Amora Bettany Pedro “Santo” Medeiros obteve um grande destaque no mundo do pixel art com seu trabalho fantástico em jogos independentes de grande sucesso como Towerfall: Ascension e Celeste.

E você, conhece algum game que se destaca pela arte? Conte pra gente nos comentários e fique ligado em breve na segunda parte da série Quem Faz Games?, na qual conheceremos as muitas especialidades dos Game Designers. Até lá!