Categorias
Carreira

“Se você quer ser Designer tem que saber utilizar a criatividade ao seu favor”

Trabalhar com Design é estar em uma relação constante com a criatividade. E isso é algo que o designer Leonardo Moura sabe bem. 

Em 2011, ele criou o seu canal no Youtube Palestino Design, onde compartilha dicas e tutoriais que auxiliam outros profissionais a resolverem problemas fáceis e complicados das principais plataformas digitais utilizados por designers.

perfil de um homem desenhando em uma mesa digitalizadora
O canal no Youtube Palestino Design tem mais de 60 mil inscritos. Imagem: Leonardo Moura

Nessa entrevista exclusiva, ele contou sobre sua trajetória, deu dicas de carreira e falou um pouco sobre sua relação com criatividade e como lida com bloqueio criativo. 

Quer saber mais? Então confira a entrevista completa abaixo. 

Nos conte um pouco sobre sua trajetória profissional. 

Eu comecei trabalhando em uma gráfica, trabalhei nela por 3 anos, aprendi muita coisa lá, mas vi que eu queria mais, eu podia oferecer mais de mim.

 Então, fui trabalhar em um colégio particular para ajudar no marketing da escola, trabalhei por uns 3 anos nesse colégio e fui para uma agência onde fiquei mais uns 3 anos. Tudo é 3 anos (risos), não sei o porquê… 

Aí resolvi trilhar meu caminho como freelancer e hoje atuo como freelancer para esse mesmo colégio. Nesse tempo, o Palestino surgiu, a partir daí se tornou  muito maior que o Leonardo e tá aí até hoje.

O seu canal “Palestino Design” no Youtube tem mais de 60 mil inscritos e é uma referência para muitos profissionais. Como surgiu a ideia para criar essa conta?

Em 2011 quando comecei, eu não encontrava nada sobre como solucionar problemas fáceis relacionados a Design e aos programas da Adobe.

Desde o início eu criei o canal com a intenção de ajudar as pessoas a não passarem por perrengues que eu passei por não ter informações. 

Desde um simples problema de não saber criar um documento até um problema mais sério relacionado a fechamento de arquivos.

E por que a escolha de “Palestino Design”?

Como o meu apelido era Palestino e eu já assinava minhas artes com esse nome, na minha cabeça eu era uma empresa que estava ali sem ganhar nada, mas oferecendo algum serviço de Design. 

Então eu optei por colocar esse nome bem atípico, que falasse do que se tratava e ao mesmo tempo chamasse a atenção pelo nome diferente.

A indústria de Design tem crescido muito nos últimos anos e inúmeras pessoas vêm buscando uma carreira na área. Quais suas dicas para quem está começando?

A dica que eu sempre dou nos meus vídeos e lives é: estude muito, e quando eu falo estudar, não é só faculdade. 

Hoje, existem inúmeras ferramentas de estudo, como livros, e-books, vídeos, cursos online. Quanto mais preparado você estiver, melhor vai ser pra você chegar no mercado.

Muitas pessoas tem uma ideia de que para trabalhar como designer gráfico é preciso saber desenhar, isso é verdade?

Na minha humilde opinião, isso é fake (risos). Eu acredito muito no poder da criatividade. Eu sempre digo, se você quer ser Designer tem que saber utilizar a criatividade ao seu favor. 

O “saber desenhar” ao meu ver é apenas um diferencial no seu currículo, mas não é fator decisivo para você ser um Designer de qualidade.

Trabalhar com design é utilizar constantemente a criatividade, onde você busca inspiração? E como você lida com bloqueio criativo?

As minhas melhores fontes de inspiração atualmente estão no Instagram e aproveitando eu já vou dar uma dica pra vocês: tem um botãozinho para salvar as publicações que você gosta e isso é bom demais, eu faço direto, pois sempre que preciso de uma referência ou ideia eu sei onde procurar. 

o perfil de um homem desenhando em uma mesa digitalizadora
A criatividade é a maior aliada de designers. Imagem: Leonardo Moura

E a melhor dica que posso dar pra você furar o bloqueio criativo é relaxar, não se cobrar tanto. Quando eu vejo que estou num bloqueio, eu saio, brinco com meu filho, dou uma volta, faço qualquer outra coisa. Aí quando eu volto as coisas melhoram, isso é certo.

As vagas de emprego em design geralmente requerem um portfólio. No entanto, muitos iniciantes na área ainda não tem experiência no mercado, é possível criar um bom portfólio sem ter trabalhado em design ainda? 

Vou contar um segredo para vocês. Eu nunca montei um portfólio… (risos) sério. Em todas as empresas que eu trabalhei, inclusive agências, sempre fui contratado pelos trabalhos que estavam no meu Instagram e Facebook.

Eu acredito muito no poder das redes sociais e em como você pode utilizá-las para montar seu portfólio, seja ele com projetos reais ou fictícios.

Você é um dos embaixadores da Wacom aqui no Brasil. Na sua visão, como a tecnologia pode ajudar no trabalho de designers e profissionais ligados às artes?

Se você quer trabalhar com arte, design ou ilustração, é indispensável que você tenha ótimas ferramentas para chegar no seu melhor. Eu tenho muito amor pela Wacom e por mesas digitalizadoras desde que comecei nessa área.

  É como eu falo, é possível chegar em resultados apenas com o mouse? É. Porém, com a Wacom esses resultados são muito mais rápidos e com uma qualidade monstra. 

Eu tenho uma mesa digitalizadora e um display e posso garantir que é muito mais prático você ter ferramentas para te ajudar no trabalho, isso faz toda a diferença.

Quer impactar sua carreira? Entre em contato e descubra como podemos te auxiliar.