Categorias
Gamedev

Como construir um personagem 3D do início ao fim

Olá! Meu nome é Luciano Soares e sou artista 3D e desenvolvedor de jogos digitais há dez anos e mentor do curso Unreal Engine da Mentorama. Neste artigo, quero mostrar de maneira prática como funciona o processo de criação e pós produção de um personagem 3D. Neste exemplo, eu usei alguns softwares: Blender, Krita, Substance Painter e Photoshop.

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim

REFERÊNCIAS E MOOD BOARD

A ideia deste personagem 3D nasceu de uma mesa de RPG (Rolling Play Game) de Dungeons and Dragons 5ed. O meu personagem é uma Druida da raça dos Gnomos, então todo o conceito é baseado nas referências dos livros e algumas imagens que encontrei na internet, principalmente no Pinterest, por ter mais acuidade em encontrar o que preciso. 

Uma das coisas que já estava decidido desde o início, por conta do jogo, é que seria uma fêmea que usaria uma máscara para situações de combate, e uma espécie de armadura feita de cascos de animais e árvores pois, dentro do universo deste jogo, Druidas não podem possuir armaduras feitas de metal.

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim

 BLOCAGEM

Eu sempre inicio personagens pensando no volume e silhueta. Assim posso manter a proporção, mesmo depois de ajustar os detalhes. Então, para esse personagem, pensei numa Gnoma, com estatura muito baixa e proporção de corpo “não-realista”, pois a cabeça é bem maior do que o padrão para um humano “normal”. 

Já aproveito pra pensar em todos acessórios, pelo menos os principais, para já ir vendo como ficam dispostos na modelagem 3D. Todos são feitos separadamente, uso formas bem simples, com modificadores de “enchimento”, neste caso o Solidify para dar espessura.

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fimComo_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim

TOPOLOGIA

Enquanto vou detalhando os objetos, tenho todo cuidado para não criar polígonos com mais de quatro vértices, sempre seguindo linhas e loops para não ter malhas com formas não usuais e também para facilitar o processo de UV map.

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim

UV MAP

Neste exemplo, eu fiz mapas separados para porções de objetos. Ao todo são oito mapas de texturas:

2x 1024px para os olhos, sobrancelhas e cabelo;

6x 2048px para pele, roupas, armaduras e acessórios;

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim

BAKING E PINTURA NO SUBSTANCE PAINTER

Eu gosto muito de já criar o baking dentro do Substance, na maioria das vezes, não tenho problemas. Para alguns modelos bem específicos, é legal fazer esse processo com modelo “explodido”, mas não foi esse o caso aqui.

Levei o modelo inteiro, com todos os itens, porque queria ter a imagem geral de cores e como tudo estava sendo produzido. Assim, consigo ter real noção se as texturas e cores se encaixam com as formas e proposta do conceito.

Muitas vezes, faço o ID color no próprio Blender, para facilitar o processo de seleção no Substance, mas nesse caso ainda tinha algumas dúvidas sobre materiais, então preferi trabalhar com Fill Layers e criar minhas máscaras manualmente (um processo bastante tranquilo e ágil no Substance Painter).  Eu quis trabalhar com materiais que ficassem entre o realista e estilizado. Então misturei alguns processos para chegar no resultado desejado.

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim

RIGGING

Eu gosto muito de usar como base o Metarig do Blender por já ter os nomes adequados para os bonés iniciais. Mesmo assim eu adiciono controladores específicos para cada personagem ou situação. 

Nesse caso, criei bones adicionais para cabelo, máscara, acessórios e o bastão. Podendo controlar cada etapa das poses e animação separadamente. Também costumo criar controladores para expressões, combinando bones e ShapeKeys.

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fimComo_construir_personagem_3D_início_ao_fim

RENDER

Eu fiz um pequeno estúdio de luzes e fundo infinito para o render, usei o Cycles, mas o personagem também funciona no real time do  Eevee. Eu ainda prefiro utilizar o Cyles para renderização por conseguir um resultado mais polido. Renderizei com fundo transparente e adicionei no Photoshop a lua, só por conveniência mesmo.

Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim Como_construir_personagem_3D_início_ao_fim

REAL-TIME

Fiz um pequeno vídeo da viewport do Blender, renderizando com o Eevee para demonstrar o quanto fluído fica. Também levei a personagem para Unreal e Unity para testar algumas animações. Este processo estará em breve no meu ArtStation.

O que achou das dicas para construir um personagem 3D do início ao fim? Não esqueça de deixar sua opinião nos comentários! Vou adorar saber. 

Categorias
Carreira

Como vencer a procrastinação?

A procrastinação está nos pequenos detalhes: E-mails para responder, casa para limpar, demandas para entregar… Mas por que não dar uma última conferida no Facebook? Ou então, quem sabe, passar aquela fase do seu jogo favorito? 

De início pode parecer inofensivo, mas quando você menos esperar, estará perdido em meio a tantas responsabilidades. Por incrível que pareça, você não é a primeira pessoa a sofrer com o monstro da procrastinação, e nem será a última. 

Em tempos de quarentena, onde o futuro é incerto, devemos nos adaptar às mudanças constantes e enfrentar o “novo normal”. Mais do que nunca, a procrastinação tem se feito presente no dia a dia de muitas pessoas e devemos combatê-la. Continue lendo e saiba como vencer a procrastinação de uma vez por todas!

Procrastinação: o que é?

A procrastinação nada mais é do que adiar uma ação ou tarefa, e ao contrário do que muitos pensam, esse é um problema muito recorrente que afeta grande parte das pessoas. 

Você já se perguntou de quais formas esse tipo de comportamento pode te afetar? Segundo o psicólogo Tim Pychyl, da Universidade de Carleton no Canadá, a procrastinação é um dos problemas mais graves da educação que pode afetar nossa saúde física e mental.

O psicólogo integra um grupo especializado que investiga o assunto há 20 anos, com dados coletados em diversas partes do mundo, para entender porque às vezes nos tornamos nosso pior inimigo com atrasos desnecessários e voluntários de nossas tarefas.

Quem procrastina sempre tem uma desculpa para justificar o porquê daquela tarefa não ter sido feita, dentre as mais comuns: não fiz porque não estava preparado, não tinha tempo suficiente para fazer, não era o momento adequado… entre outros.

Essas desculpas passam a ser um hábito, deixando para depois o que deveria ser feito na hora. Hábito nada mais é que a repetição de uma ação impulsionada por um gatilho, algo que desperta a intenção e que nos traz uma recompensa. 

Baseando-se na pesquisa da psicóloga Fuschia Sirois, da Universidade de Sheffield, Pychyl afirma que todos podemos reduzir a procrastinação tomando algumas medidas:

Pratique mindfulness e meditação

Mindfulness ou atenção plena é um conjunto de técnicas que ajudam as pessoas a focar no momento presente de maneira mais consciente possível. Isso significa estar atento a cada movimento corporal, respiração e situação à nossa volta.

“Usando técnicas de mindfulness, podemos perceber que não queremos fazer algo sem julgar esse sentimento. Isso nos ajuda a perceber que a tarefa deve ser realizada e, então, finalmente a começamos. Depois, quando avançamos na tarefa, nos sentimos melhor e isso faz com que seja mais fácil dar continuidade”, diz o psicólogo Tim Pychyl.

Com apenas alguns minutos do seu dia, a prática do mindfulness nos traz benefícios, como:

  • Estimula e aperfeiçoa o autoconhecimento;
  • Aumenta a capacidade de concentração;
  • Ajuda a desenvolver a inteligência emocional e a empatia;
  • Contribui para o controle do estresse e da ansiedade;
  • Melhora a saúde cardiovascular;
  • Melhora a saúde imunológica;
  • Reduz o envelhecimento do cérebro;
  • Aumenta a capacidade de memória;
  • Diminui o impacto de pensamentos negativos;
  • Entre outros.

Antes que essa ideia te assuste, lembre-se que você pode experimentá-la a qualquer momento, em qualquer lugar e em quase todas as situações. Uma vez que você pega o jeito, é como andar de bicicleta: você nunca esquece.

Trace metas possíveis 

Uma das razões que levam as pessoas a procrastinar é estipular metas impossíveis de serem alcançadas. Acima de tudo, é essencial que você faça um planejamento e trace metas que são possíveis de serem cumpridas para não se frustrar.

Ou seja, ao invés de propor metas grandiosas e vagas, como perder peso em pouco tempo, você pode estipular metas mais simples que, ao contrário do que parece, fazem toda a diferença. Um bom caminho para esse objetivo é definir uma meta de 15 minutos de exercício por dia, por exemplo.

Além disso, definir prazos para a entrega das tarefas é essencial para ficarmos estimulados a finalizá-las. Segundo um estudo feito pela Harvard Business Review, equipes que definem diversas datas de entrega, uma para cada etapa de um trabalho, atrasam menos. Enquanto equipes com uma data única de entrega de todo o trabalho atrasam em média, doze dias. 

Não trace um objetivo, caso ainda  não tenha condições, como tempo, conteúdo ou recursos para atingir. Fazer planos muito fora da realidade é o primeiro passo para você desistir antes mesmo de começar. É assim que a procrastinação se instala.

Lembre-se dos benefícios 

Focar nos benefícios da execução da sua tarefa vai muito além do que imaginamos. Ao realizar uma tarefa, pense em como ela poderá causar um impacto positivo em sua vida.

Pychyl diz que a procrastinação frequentemente reflete um problema existencial mais profundo, como falta de identidade ou direção na vida. Em geral, nós procrastinamos quando a tarefa parece tediosa ou insignificante. Portanto, é preciso lembrar da razão pela qual você está realizando a tarefa e como ela se encaixa em suas ambições.

Quem você está ajudando? Para quê? De qual forma? Essas são algumas das perguntas que você pode se fazer antes de realizar qualquer tarefa e, sem dúvidas, isso te ajudará a manter o foco e não desistir.

Devemos lembrar que somos eternos vigilantes de nós mesmos, e não tenha dúvida: chegará o momento que você finalmente compreenderá que o único responsável por sua vida é apenas você.

Não se culpe sem necessidade

Por fim, mas não menos importante: seja realista e não se culpe sem necessidade. 

Quantas vezes você já decidiu que, no dia seguinte, acordaria cedo, faria seus exercícios matinais, dedicaria algumas horas aos estudos e, por fim, se daria o luxo de assistir alguns episódios da sua série favorita? Muitas, né? Agora se pergunte: quantas vezes essas metas realmente foram cumpridas, principalmente da forma como você gostaria?

Não se cobre tanto. Somos seres humanos, e nem todo dia estamos bem. Manter-se focado em seus objetivos é essencial para atingi-los, entretanto, quando as coisas saem do nosso controle, o que podemos fazer é respeitar e tentar novamente quando for conveniente.

Esperamos que esse compilado de dicas tenha te ajudado a dar um upgrade nos seus pensamentos, e lembre-se: a hora de iniciar uma jornada de sucesso é aqui e agora!