Back-End vs Front-End: quais as diferenças?

Back-End e Front-End são especialidades que não se separam, porém cada uma possui características próprias

Se você já fez algumas buscas e pesquisas sobre programação, já deve ter ouvido os termos Back-End e Front-End. Tais palavras são utilizadas para diferenciar especialidades distintas no mundo de quem programa. 

Para desenvolver qualquer website, aplicativo ou programa, desenvolvedores Back-End e Front-End trabalham em conjunto. Em resumo, essa é uma equipe que não se separa.

O desenvolvedor Back-end atua na estrutura e no apoio às ações do usuário.  O trabalho envolve as aplicações que são desenvolvidas na programação. 

Já o desenvolvedor Front-end é responsável pela implementação dos elementos visuais e UX/UI que garantem a interatividade e funcionalidade do projeto que está sendo desenvolvido.

Para resumir de forma simples, nós podemos dizer que os desenvolvedores Front-end e Back-end são inseparáveis no momento de criação de um aplicativo ou website.

Qual a demanda de programadores Back-End e Front-End?

Não é nenhuma novidade que o setor de tecnologia vivencia um crescimento significativo no mercado. As empresas, organizações e instituições investem cada vez mais em profissionais qualificados em áreas de TI.

Back-End e Front-End apesar de serem funções que não se separam, cada uma delas possui especificidades

Nesse cenário, a programação vive momentos positivos e as expectativas são de um crescimento ainda maior. De acordo com levantamento do Trampos em parceria com a Umbler, a maior procura é por profissionais Full Stack, ou seja, que tem conhecimentos de Front-End e Back-End.

Os desenvolvedores Front-End ocupam a segunda opção com maior busca no mercado de trabalho, em uma porcentagem de 32%. Enquanto isso, os desenvolvedores Back-End estão com 16%.

Quais as diferenças entre desenvolvedor Back-End e Front-End?

Back-End e Front-End apesar de serem funções que não se separam, cada uma delas possui especificidades. Mas, quais são essas diferenças?

Desenvolvimento Back-End

Para começar, Back-End inclui servidor, banco de dados e aplicação. Resumidamente, o “back” de um site é uma parte em que não há contato direto com o usuário. 

O desenvolvedor Back-End atua na construção e manutenção dos componentes para que todas as informações do website ou aplicativo fiquem organizadas e armazenadas de forma correta.

Sendo assim, o trabalho é essencial, pois é o que garante que uma página funcione de maneira eficiente. 

E como isso ganha forma? Desenvolvedores Back-End trabalham com linguagens de programação específicas para desenvolvimento da parte interna de um site ou aplicativo. 

  • Phyton: linguagem de programação de alto nível, foi criada com o objetivo de possibilitar a construção de um código de fácil leitura e utilização. 
  • Java: linguagem de programação utilizada para desenvolver aplicações, sistemas e serviços de alta complexidade, considerada uma das linguagens mais populares entre programadores.
  • JavaScript: linguagem de programação que possibilita a implementação de itens complexos em páginas web.

Se você quer iniciar na área de programação, não deixe de conferir o artigo Programação para iniciantes: dicas de carreira

Desenvolvimento Front-End

Em contrapartida ao Back-End, que não está em contato direto com o usuário, o Front-End diz respeito ao conteúdo que está visível para o público. 

Sendo assim, o desenvolvedor Front-End trabalha para garantir uma boa interação do usuário com o produto.

Dessa forma,  as funções do Front-End envolvem layout, efeitos visuais, estruturação e organização da página.

Quer aprender mais sobre Front-End com um expert do mercado? Então, confira o webinar gratuito ministrado pelo especialista em tecnologias do universo Front-End, Luis Henrique Bizarro.

Entre as competências necessárias para um desenvolvedor Front-End está incluso o domínio de linguagens HTML e CSS para criação de interfaces eficientes. Além disso, assim como para Back-End, a linguagem JavaScript é fundamental. 

Questões de adaptatividade e acessibilidade também precisam ser levadas em conta por esse profissional, pois são elas que possibilitam que uma página seja intuitiva e visualmente agradável em qualquer dispositivo acessado. 

E aí, qual dessas áreas de programação mais te interessou? Back-End ou Front-End? Talvez as duas? Se você quer trabalhar com programação, entre em contato e descubra como podemos te auxiliar.

 

Escrevemos sobre conceitos e notícias do mundo do design, programação, desenvolvimento de jogos, educação, desenvolvimento pessoal, carreira e negócios.
Inscreva-se em nosso blog

Não te mandaremos spam!
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments