Quem faz games: Designers de Jogabilidade e Sistemas

Quem faz games: Designers de Jogabilidade e Sistemas

Na parte 1 da nossa viagem pelos diferentes papéis dos desenvolvedores de games, saiba mais sobre os Designers de Jogabilidade e Sistemas!

O grupo de aventureiros avança pela caverna. A luz da entrada já não os alcança, e através da sua única tocha eles percebem uma grande abertura à frente. Destemido, o guerreiro atravessa o portal, espada em punho, seguido pelos companheiros. Assim que todos entram na sala, uma grade de ferro desce sobre a porta bloqueando o caminho de volta, e eles descobrem que não estão sozinhos ali. “Goblins!”, sussurra o arqueiro, enquanto o mago declama um feitiço de luz. A batalha é longa, as criaturas esguias de pele verde surgem de todos os lados empunhando armas improvisadas, mas os aventureiros sentem que esse é um desafio sob medida para suas habilidades. No fim, apesar de alguns ferimentos, eles recebem a merecida recompensa: tesouros, uma túnica encantada para o mago, e muita experiência de combate que os torna ainda mais habilidosos e preparados para os próximos desafios.

A cena acima poderia ser parte de uma partida de RPG de papel e caneta. Nela, um mestre de jogo conta a história, organiza a aventura e utiliza um livro de regras com centenas de páginas para decidir o resultado das ações dos outros jogadores. Mas, na verdade, essa é uma cena de um video game. Nesse caso, não existe um mestre presente, a história é contada pelo computador, e as ações dos jogadores e seus resultados precisam ser simuladas e calculadas pelo jogo. Na segunda parte da nossa viagem pelos papéis dos desenvolvedores de games, nós vamos conhecer algumas especialidades dos profissionais que fazem tudo isso acontecer, atuando como mestres de cerimônia, contadores de histórias e autores dos sistemas de regras nos jogos eletrônicos: os Game Designers.

Mapa de uma caverna típica de RPGs de papel e caneta como Dungeons & Dragons.

Cada ação que o jogador pode tomar dentro do game necessita de uma definição das suas condições e resultados no jogo. O quão alto e longe o Mario pode pular? A resposta dessa pergunta aparentemente simples determina uma multitude de outras características do game: a distância e altura das plataformas, o comportamento dos inimigos, os desafios de cada fase do jogo, e muito mais.

O Designer de Jogabilidade define e balanceia todas as ações do jogador, chamadas de mecânicas, incluindo quando e onde podem ser acionadas, quais botões do controle precisam ser apertados, e qual o resultado de cada uma delas dentro do jogo. Em muitos casos, é preciso explorar todas as possibilidades muito a fundo, definindo milimetricamente cada uma dessas variáveis, e utilizando técnicas de prototipagem rápida para encontrar o balanço perfeito entre desafio e diversão.

Algumas ações de jogabilidade dos games da série Mario.

Além das mecânicas, os designers precisam definir também como o mundo do jogo reage ao jogador, qual nível de desafio será oferecido a cada momento, e como o player se torna mais forte e apto para enfrentá-los conforme avança no game. Esse é o papel do Designer de Sistemas, que se assemelha bastante ao dos autores de sistemas de regras dos jogos de tabuleiro e RPGs de papel e caneta.

Cabe a esse profissional garantir que o jogador esteja sempre enfrentando um desafio proporcional ao seu nível de poder dentro do jogo, definir uma curva de aprendizado que o mantenha engajado durante toda a jornada, e proporcionar um sentimento de progressão e conquista de novas habilidades em intervalos regulares.

Sistema de progressão do personagem em Star Wars: Jedi Fallen Order, da Electronic Arts.

Mesmo sendo uma indústria ainda jovem, os games nos proporcionaram experiências memoráveis ao longo dos anos, e alguns Game Designers se destacam pela inovação, ousadia e polimentos das suas obras, que servem de inspiração para as novas gerações de desenvolvedores de games. Shigeru Miyamoto, o eterno Game Designer da Nintendo, é o criador de muitos games que influenciaram toda a indústria, como as séries Mario e Zelda. Com 40 anos de carreira, Miyamoto ainda continua revolucionando os games e reinventando o papel do Game Designer com lançamentos recentes de grande sucesso como The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

Shigeru Miyamoto, da Nintendo, um dos Game Designers mais importantes da indústria dos games.

Já o Game Designer e diretor da From Software, Hidetaka Miyazaki, vem revolucionando o gênero de games de ação com jogos mais desafiadores que remetem ao sentimento de conquista que era tão presente no início da história da indústria de games, além de combate minuciosamente balanceado, level design primoroso e narrativa intrincada.

Hidetaka Miyazaki, da From Software, é o Game Designer responsável pela revolucionária série Dark Souls.

E você, conhece outros Game Designers lendários? Conte pra gente nos comentários e fique ligado em breve na terceira parte da série Quem Faz Games?, na qual conheceremos as especialidades dos Level Designers e Designers de Narrativa. Espero vocês!

Gilliard Lopes é Senior Game Designer da série FIFA na Electronic Arts em Vancouver, no Canadá, e mentor dos cursos de Game Design na Mentorama.
Inscreva-se em nosso blog

Não te mandaremos spam!
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments