September 28 Pizza: um jogo criado do zero no GameLab da Mentorama

Estudantes da Mentorama desenvolveram em equipe um jogo completo, com o auxílio de um mentor experiente na indústria de games

Já imaginou criar um jogo do zero, trabalhar em equipe como em uma empresa real e ter o auxílio de um mentor renomado na indústria? Parece até um sonho, não é mesmo?  Mas, para os alunos da Mentorama,  isso se tornou realidade.

Em parceria com o Mentor Denis Santos, a Mentorama selecionou seis alunos para trabalharem na criação de um game, desde a idealização até o lançamento. 

O jogo September 28 Pizza nasceu no GameLab, um laboratório interno da Mentorama de aceleração de projetos de alunos talentosos dos cursos de  desenvolvimento de games. 

GameLab: um espaço de criação e crescimento

Para quem está trilhando os primeiros passos em busca de uma carreira em games, um dos desafios na busca por uma oportunidade na indústria é a falta de experiência. 

Nesse contexto, o principal objetivo do GameLab é proporcionar as habilidades e competências necessárias para trabalhar no mercado de jogos. 

E, como a criação do jogo funcionou na prática no GameLab? Os estudantes selecionados para participar do GameLab foram mentorados por Denis Santos, Senior Product Manager na Gazeus Games. Nesse processo, o mentor não apenas guiou as etapas de criação do game, mas também compartilhou com os alunos sua própria experiência na área.

Estudantes da Mentorama desenvolvem jogo do zero com auxílio de um mentor experiente. Imagem: Mentorama

De acordo com Denis Santos, lançar um jogo na Steam (software de gestão de direitos digitais) sem ter experiência na área é algo muito importante para quem está começando e representa uma evolução enorme. 

“O pessoal provou que com a direção certa e com a motivação adequada tudo é possível, por isso quero que o September 28 Pizza seja um símbolo de que fazer um jogo não é somente sobre escolher uma boa mecânica, uma boa arte ou uma boa história, é sobre ter dedicação e resiliência sobre as adversidades”, destaca o mentor. 

Como nasceu o jogo September 28 Pizza?

Criar um jogo do zero não é fácil. Além das habilidades técnicas, esse é um trabalho que exige criatividade, inovação, paciência, comprometimento e colaboração. Os criadores do September 28 Pizza têm essas características de sobra. Inclusive, eles criaram seu próprio grupo de desenvolvimento, o Power Mint Game Studio. 

No jogo September 28 Pizza, você tem a chance de se colocar no lugar de Chad Jones, um entregador de pizzas no meio de um apocalipse zumbi. A história começa com uma explosão no laboratório da cidade e, misteriosamente, as pessoas começam a se transformar em zumbis.

Acompanhe Chad Jones, um entregador de pizzas no meio de um apocalipse zumbi. Imagem: September 28 Pizza

Esse é um jogo action top down shooter com elementos de survival e sistema de entregas. É uma experiência cheia de aventuras, na qual você precisa entregar as pizzas, enquanto foge ou atira em zumbis que te perseguem. 

Contudo, esse não é apenas mais um jogo de zumbi. Na verdade, é um jogo de zumbi com entrega de pizzas. A premissa pode parecer inusitada, mas no final o resultado deu muito certo.

Uma ideia tão criativa só poderia ter surgido depois de muita conversa e debate em conjunto. O programador generalista do jogo, Edson Biral, explica que após uma atividade proposta pelo mentor Denis Santos, os criadores do September 28 Pizza chegaram a uma conclusão: todos admiravam entregadores, adoravam pizza e “odiavam” zumbis. 

O nome do jogo também é um detalhe interessante. A sugestão foi dada por Paula Bertolaccini, artista 2D e designer de interfaces do jogo: “É uma referência ao jogo Resident Evil 3, onde os zumbis dominam a cidade no dia 28 de Setembro”, explica.

Conforme aponta o mentor Denis Santos, já que a sugestão tinha uma pegada cômica, pois unia o entregador de pizzas a um apocalipse zumbi, sua maior inspiração foi a franquia Zumbilândia, que traz um tom de comédia, mas, ao mesmo tempo, aborda temas importantes da natureza humana.

september-28-pizza-mentorama
September 28 Pizza é um jogo action top down shooter com elementos de survival e sistema de entregas. Imagem: September 28 Pizza

No entanto, não basta só uma boa ideia para um jogo funcionar e ter qualidade. Durante o processo de desenvolvimento, muitas mudanças podem acontecer em termos de jogabilidade, mecânica e narrativa.

 O produtor do jogo, Renato Alves, aponta que o desenvolvimento do game aconteceu em constante diálogo entre toda equipe para avaliar o que era proposto e se era viável de ser executado. Mudanças aconteceram e eram esperadas para termos um jogo possível de ser finalizado e com qualidade”, destaca.

O caminho para melhores oportunidades

O mercado de games é um dos mais lucrativos do mundo. Um levantamento da empresa de consultoria Newzoo constatou que em 2021 essa indústria movimentou US$ 175,8 bilhões e a tendência é só crescer. 

Não é à toa que essa área vem crescendo cada vez mais em oportunidades e vagas de emprego. No entanto, para trabalhar com games as empresas exigem habilidades, competências e experiência. Um grande desafio para os iniciantes.

Para o designer de som do September 28 Pizza, Cássio Amaral, a experiência com o GameLab foi o mais próximo de uma experiência profissional que ele já teve, devido à proporção do resultado final, que envolveu produção, publicação e marketing. 

Essa oportunidade possibilitou uma nova perspectiva sobre o próprio desenvolvimento de games e sua função no projeto. Vejo o som nos jogos como uma camada essencial para a conexão com quem está jogando. Apesar de essencial, o áudio não deve sobrepor ou atropelar a experiência do jogo”, destaca.

O game e level designer do jogo, Amadeu Terceiro, já tinha experiência na área, pois já trabalhou em outras produções como game writer e game designer. 

Contudo, a chance de ter o processo guiado pelo mentor Denis Santos foi o grande diferencial no desenvolvimento. “A condução do Denis facilitou bastante o desenvolvimento, visto que tínhamos formado uma equipe com diferentes saberes e experiências”, ressalta.

São justamente essas diferenças de saberes e experiências que podem se apresentar como dificuldades na hora de trabalhar em equipe. O artista 3D e de ambientes, Leonardo Custódio, tinha quase desistido de desenvolver jogos em equipe e estava pensando em trabalhar solo.

September 28 Pizza é uma experiência cheia de aventuras. Imagem: September 28 Pizza

No entanto, a motivação para trabalhar em conjunto com outros profissionais voltou ao desenvolver o September 28 Pizza. O jogo também o  ajudou a reconhecer a importância de um artista 3D no processo. “Nesse tipo de projeto, o artista 3D é fundamental para criar o mundo onde o jogador passará a maior parte do tempo que estiver jogando”, explica.

Quer descobrir como funciona uma banca de apresentação de projeto final? Então, assista a banca final em que o September 28 Pizza foi apresentado.

Nunca é tarde para investir no que gosta e a artista 2D do September 28 Pizza, Paula Bertolaccini, é a prova disso. Ela é da área de veterinária, mas decidiu investir em uma carreira no mercado de jogos e em seu primeiro game já trabalhou como artista 2D.

E como conselho final, ela destaca: Vá em frente, arrisque,  se não souber o que fazer, pesquise e não tenha medo de pedir ajuda”.

Ficou inspirado pela trajetória dos criadores do September 28 Pizza e quer trabalhar com games? Entre em contato e descubra como podemos te auxiliar.

 

 

Escrevemos sobre conceitos e notícias do mundo do design, programação, desenvolvimento de jogos, educação, desenvolvimento pessoal, carreira e negócios.
Inscreva-se em nosso blog

Não te mandaremos spam!
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments